Comunicados

Uma das funções da Relatoria é receber denúncias sobre violações ao direito à moradia adequada. Ao tomar ciência de uma denúncia, o relator entra em contato com o governo do país envolvido e solicita esclarecimentos e informações adicionais. Para fazer uma denúncia à Relatoria clique aqui.

Imagem: Cia da Foto

Nesse contato com os governos, o relator também pode lembrá-lo de suas obrigações internacionais relativas ao direito à moradia e sugerir medidas para reparar a suposta violação cometida.

Existem dois tipos de correspondência utilizada pela Relatoria para dialogar com os países:

1) Apelos Urgentes: quando o fato é muito grave e/ou há risco iminente e a situação demanda algum tipo de ação rápida

2) Comunicações ou Cartas de Alegação: para violações que já ocorreram ou outras não cobertas pelos apelos urgentes

Todas as comunicações entre a Relatoria e os governos são confidenciais até serem publicadas em um relatório apresentado ao Conselho de Direitos Humanos.

As comunicações têm por objetivo alertar os países sobre as violações denunciadas para que eles possam agir visando à solução dos problemas. Entretanto, é preciso seguir alguns passos entre o recebimento da denúncia e seu processamento pelo governo correspondente. Saiba quais:

a) Escritório da Relatoria em Genebra recebe a denúncia

b) Denúncia é encaminhada para a missão diplomática do país em Genebra

c) Missão diplomática do país envia a denúncia para o Ministério das Relações Exteriores correspondente

d) Ministério das Relações Exteriores remete a denúncia para o Ministério competente

e) Ministério competente envia para o governo local competente, se o fato estiver relacionado ao governo local.

f) Caso haja uma resposta do governo, todo este caminho é feito de volta ao relator.

Veja no quadro abaixo a descrição do conteúdo das comunicações da Relatoria. Para acessar a íntegra dos documentos oficiais, que incluem as respostas enviadas pelos governos, clique nas opções abaixo.

Relatório completo de comunicações:  2010200920082007 / 2006 / 2005

Veja os comunicados, separados por ano

2014

Países envolvidos: Israel, Turkey, Republic of Korea, India, Portugal, Spain, Angola, Swaziland, Nigeria

Veja o relatório completo

2013

Países envolvidos: Nigeria, Hungary, Bangladesh, Portugal, Panama

Veja o relatório completo

2013

Países envolvidos: Bangladesh, Panama, India, Nepal, Cambodia, Nigeria, Italy, Egypt, Portugal, Israel, Serbia, Turkey, Spain, Brazil, France, Colombia, Russian Federation

Veja o relatório completo

2012

Países envolvidos: Ethiopia, Azerbaijan, Turkey, Brazil, Romania, Bangladesh, Nepal, Cambodia

Veja o relatório completo

2011

Países envolvidos: Peru, Papua New Guinea, China, Brasil, Bangladesh, Kenya, India, Chad, Philippines, Nigeria, United Kingdom, Egypt, Italy, Syrian Arab Republic, Serbia, Honduras, France, Mexico, Colombia

Veja o relatório completo

2010

Países envolvidos: Sudan, China, Israel, Bangladesh, Syrian Arab Republic, India, Brasil, Panama, Mexico, Sri Lanka, Kenya, Zimbabwe, Colombia, Cambodia, Rwanda, United States of America, Indonesia, Uganda, Turkmenistan, Philippines, Cameroon, Papua New Guinea, Uzbekistan, Viet Nam, Congo, Republic of Korea, Italy, South Africa, Bulgaria, Serbia, Nigeria, Russian Federation

Veja o relatório completo

2009

Países envolvidos: Nigeria, Russian Federation, Panama, Sudan, China, Zimbabwe, Iraq, Japan, Israel, Bangladesh, Turkey, India, Mexico, Sri Lanka, Argentina, Cambodia, Colombia, Greece, Brasil, United States of America, Switzerland, Ethiopia, Kyrgyzstan, Cameroon, Uzbekistan

Veja o relatório completo

2008

Países envolvidos: Honduras, Lao People's Democratic Republic, Mexico, Malaysia, Argentina, Philippines, Uruguay, Thailand, Tajikistan, Viet Nam, Brasil, Czech Republic, Greece, Cameroon, China, Italy, South Africa, Bangladesh, Switzerland, Egypt, India, Sudan, Nepal, Israel, Cambodia

Veja o relatório completo

2007

Países envolvidos: Mexico, Ecuador, Russian Federation, Australia, Ethiopia, China, Zimbabwe, Angola, Bangladesh, Equatorial Guinea, India, Nigeria, Pakistan, Sudan, Cambodia, Israel, Indonesia, Turkey, Philippines, Guatemala

Veja o relatório completo

2006

Países envolvidos: China, Sri Lanka, Cambodia, Philippines, Thailand, Brasil, Botswana, South Africa, Australia, Israel, Zimbabwe, Bulgaria

Veja o relatório completo