Áudios e vídeos

Aqui você encontra arquivos de áudio e vídeos sobre o direito à moradia no mundo. Se você ou sua organização tem materiais nestes formatos para divulgar, entre em contato com a Relatoria.

Coque (R)Existe – Despejo!

Para muitos em Recife, a Zeis Coque é apenas uma notícia negativa no jornal. Para as grandes empreiteiras, um lugar estratégico para possíveis construções. Para os 40 mil moradores do bairro, o Coque é sua casa, o lugar onde constroem sua história, sua memória. Veja abaixo o primeiro vídeo da série que trata sobre o direito à moradia na região.


Moradores do ‘Novo Pinheirinho’, no Embu, conseguem acordo para moradias populares

Moradores do acampamento Novo Pinheirinho, em Embu das Artes, região metropolitana de São Paulo, deixaram no domingo (28) o terreno ocupado desde 2012 e fizeram um ato político em comemoração à desapropriação da área, que será usada para construção de moradias populares. O local será usado para a construção de moradias populares destinadas às cerca de 1.400 famílias residentes. Veja abaixo reportagem da TVT.

Movimentos sociais lutam pelo direito à moradia em SP

Na região da Luz, no centro de São Paulo, mais de 60 famílias ocupam um prédio degradado onde o Instituto Lula quer construir o Memorial da Democracia.

Saramandaia Existe

O Bairro de Saramandaia, constituído a partir dos anos 70 em Salvador, reúne hoje cerca de 12 mil habitantes em área central e valorizada (vizinha da Rodoviária e do DETRAN). Dois grandes projetos em andamento afetam diretamente essa área: o projeto da Linha Viva, via expressa pedagiada que, a ser implementada em seu atual projeto, resultará na remoção de cerca de 3000 pessoas que ali vivem há décadas. O outro projeto, o da Linha 2 do Metrô, ao oferecer a Rodoviária como contrapartida para a PPP, tem impacto negativo na geração de renda de inúmeros moradores do bairro, além de abrir outra frente imobiliária altamente especulativa em terra pública do Estado da Bahia.


Não, eu não vou à Copa do Mundo.

Vídeo realizado por Carla Dauden, sobre a Copa do Mundo de 2014 e seus impactos para o Brasil. Filmado por: Anel Zilic.

Manifestantes planejam ampliar ações na Copa das Confederações

Motivados pela grande repercussão do protesto contra o aumento das tarifas de ônibus e metrô em São Paulo na quinta-feira, movimentos contrários às obras para a Copa do Mundo de 2014 pretendem aproveitar o início da Copa das Confederações, neste fim de semana, para realizar uma série de manifestações e dar mais visibilidade às suas demandas.

Copa pra quem?

O documentário “Copa pra Quem?” foi realizado como produto da oficina T@ Ligado de audiovisual. Ele mostra o mais recente drama vivido pela Comunidade Viela da Paz, que devido sua proximidade do futuro estádio do Itaquerão, na zona leste da cidade de São Paulo – e das obras de infraestrutura que preparam Itaquera para receber Copa do Mundo de 2014 -, sofre com ameaças de desapropriação por parte do governo. O vídeo traça um relato da luta da população local e diversas organizações mobilizadas para tentar impedir o despejo. Confiram!

“Quanto mais adianto a obra, mais perto fico de ser removido”

(English) O projeto da prefeitura de São Paulo foi incluído nas obras da Copa e apresentado como um legado do mundial para a cidade. O prazo para a conclusão das obras, meados de 2014, angustia os moradores da Comunidade da Paz que, como Jaílson, não sabem o que será feito deles depois.

A caminho da Copa

O documentário “A Caminho da Copa” aborda a diversidade de opiniões a respeito dos impactos, positivos e negativos, da preparação do grande evento esportivo no cotidiano do país.

Moradores do Centro retirados para obras do Porto Maravilha esperam há 10 meses pela entrega das novas moradias

Secretaria municipal de Habitação determinou que eles se mudem para Campo Grande, e não para Triagem como havia sido combinado. Ouça a reportagem aqui..