Notícias

Invisíveis, porém humanos

O drama de Meire não aconteceu por acaso. Ela era uma das cerca de 15 mil pessoas que vivem nas ruas de São Paulo. Trata-se de uma população marcada pela invisibilidade social, sujeitas a um sem-número de vulnerabilidades, como a fome, o frio, a dependência química e a violência física.

Por habitação, 300 pessoas fazem ato em frente à prefeitura de São Paulo

Aproximadamente 300 pessoas que ocupam desde o dia 25 de julho dois terrenos no extremo sul de São Paulo, no distrito do Grajaú, realizaram na manhã de hoje (19) manifestação em frente à prefeitura, no centro, para cobrar do prefeito Fernando Haddad (PT) intervenção nos processos de despejo das áreas ocupadas e viabilização de construção de moradias no local.

Para construir moradia em “vazios urbanos”, Governo de SP desapropria imóveis habitados

Aconteceu na última sexta-feira, 16/8, na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), audiência pública convocada para discutir o decreto 59.273, de 07/06/2013, no qual o governador Geraldo Alckmin desapropria 890 imóveis para a parceria público-privada (PPP) da Agência Casa Paulista, ligada à Secretaria de Estado de Habitação de São Paulo (SEHAB). A PPP prevê a criação de 20 mil unidades habitacionais na região central de São Paulo.

Mais casas para quem realmente precisa

cha_cartaz

O Cooperativismo Habitacional Autogestionário (CHA) e sua contribuição para a redução do déficit habitacional – experiências no Brasil e no mundo. Financiamento público e CHA.

Eduardo Paes abre negociação para manter favela vizinha de Parque Olímpico

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), se reuniu nesta sexta-feira com moradores da Vila Autódromo para abrir negociação para manutenção da favela, vizinha ao local onde está em construção o Parque Olímpico. O encontro faz parte dos recuos feitos por autoridades após as seguidas manifestações.

A Vila Autódromo venceu!

vilaautodromo_logo

Após anos de resistência e luta, a Vila Autódromo conquistou o compromisso do prefeito, e seus moradores não serão removidos.

Sem-teto seguem rotina e resistem a despejo na Luz

No mês passado, o grupo fez um protesto na Prefeitura contra a desocupação do imóvel que fica na área do futuro Memorial da Democracia, do Instituto Lula. A ordem de saída ocorreu após um foco de incêndio, provocado pela discussão de um casal. “Só queimaram uns colchões”, afirma o morador Daniel Borges da Silva, de 29 anos.

Incêndio destrói 10 barracos na Vila Esperança, em Cubatão

Cerca de 10 barracos foram destruídos por um incêndio na manhã deste domingo (11), na Vila Esperança, em Cubatão. Ninguém ficou ferido e o Corpo de Bombeiros ainda não tem informações sobre o começo do fogo.

Em MS, homem acampa em canteiro de avenida para protestar por moradia

Em ato de protesto por direito a uma moradia popular, o desempregado Felipe Reis Galarza, de 57 anos, está acampado desde a noite de sábado (10) no canteiro central da avenida Afonso Pena, no centro de Campo Grande. Segundo ele, sem condições para pagar o aluguel da casa onde vivia no bairro Dom Antônio Barbosa, decidiu levar todos os seus pertences até o local, onde pretende ficar até receber a garantia que terá acesso uma casa popular.

Solução vai além da construção de novas moradias

Acabar com o déficit habitacional e com as invasões urbanas exige não apenas a construção de habitações populares. Pesquisadores no tema defendem a necessidade de uma reforma urbana drástica para fazer valer o direito à moradia, previsto no artigo sexto da Constituição.